terça-feira, 3 de junho de 2008

Poema da minha autoria

Mãe, quero-te sempre a meu lado

Mulher meiga e ternurenta
Sempre pronta a ajudar
Quando estiver triste e sozinha
Não preciso de te chamar

Tu estás sempre presente
Desde o dia em que nasci
O que desejo realmente
É ter-te sempre aqui

Mãe, o teu coração é enorme
Eu nunca te irei esquecer
Tudo farei nesta vida
Para não te ver sofrer

Mesmo quando eu crescer
Não te vou abandonar
Quero mesmo te dizer
Que sempre te vou amar

Carla Sofia Mesquita

2 comentários:

carolina disse...

este poema esta igulmente bonito e volto a dizer que tens muito jeito ...

continua assim ...

Anónimo disse...

Tens imenso talento
Continua assim
Vais ser uma nova "Fernanda Pessoa" !